ÓGUI 10 anos

TUDO É COMUNICAÇÃO (ou problema de)

TUDO É COMUNICAÇÃO (ou problema de)

Velma Gregório

A culpa é da comunicação. Ou da falta dela. Não importa qual seja o problema ou a sua origem. Falta água? Os governos não se comunicaram. O dólar sobe? Os mercados não conversam entre si. O valor da ação cai? A empresa não se comunicou direito. Enfim, a razão de todos os males corporativos já se sabe qual é por antecipação.

O que tem se perdido no emaranhado desse universo das relações corporativas é a capacidade de entender que gente é gente. Não importa a complexidade da tecnologia, gente precisa de insumos básicos, tais como confiança, pertinência, amizade, solidariedade, consideração.  E sem a conexão básica, a comunicação realmente vai ser um problema sempre.

Parece óbvio indicar que é preciso escolher o que dizer, para quem dizer, quando dizer e como dizer – mas não é.

Antes de escolher a tecnologia mais descolada do momento é importante voltar ao básico. Muita gente quer mais tempo com a família, com os amigos, mais qualidade de vida, um ambiente de trabalho saudável e mais amor, por favor.

Então porque andar na contracorrente das necessidades básicas das pessoas no momento de se comunicar? Porque viver reinventando a roda para não sair do lugar?  Vamos colocar a cabeça para pensar juntos em soluções mais inteligentes e próximas do que é básico e simples, do que trata gente como gente.

As ferramentas estão disponíveis para todos, basta usá-las com eficiência. Alimente com informação, engaje com propósito, desafie com metas que façam sentido. Afinal, se tudo é mesmo comunicação, ou problema de, vai ser preciso muito desprendimento para entender que o sucesso da interação está primeiro em ouvir, entender e interessar-se para só depois responder com coerência.

Você se comunica bem?